Trump encerra programa de Obama que protegia 800 mil jovens de deportação


 

Internacional - 05/09/2017 - 12:39:00

 

Trump encerra programa de Obama que protegia 800 mil jovens de deportação

Trump encerra programa de Obama que protegia 800 mil jovens de deportação

 

Da Redação com EFE

Foto(s): Reprodução

 

Fim do programa de Ação Diferida para os Chegados na Infância (Daca, na sigla em inglês)

Fim do programa de Ação Diferida para os Chegados na Infância (Daca, na sigla em inglês)


O governo dos Estados Unidos anunciou nesta terça-feira (5) o fim do programa de Ação Diferida para os Chegados na Infância (Daca, na sigla em inglês), criado pelo ex-presidente Barack Obama, e que protegia da deportação 800 mil jovens imigrantes.

A suspensão do Daca entrará em vigor daqui a seis meses para forçar o Congresso a encontrar uma alternativa para o programa.

"Estou aqui para anunciar que o programa Daca, sancionado pela administração de Obama, será rescindido", anunciou em entrevista coletiva o procurador-geral dos EUA, Jeff Sessions, um dos membros do governo de Donald Trump com posições mais duras em relação à imigração no país.

No limbo

Na última sexta-feira (1°), o presidente da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos, o republicano Paul Ryan, pediu  a Trump que mantivesse o Daca. "Essas pessoas estão no limbo, são crianças  que seus pais trouxeram para cá, que não conhecem outro país e que não tem outro lar. Realmente, acredito que deve haver uma solução legislativa e é nisso que estamos trabalhando. Queremos tranquilizar as pessoas", disse Ryan, principal liderança do Partido Republicano no Congresso.

 



;

Links
Vídeo


Últimas Notícias




Câmara aprova regras especiais de aposentadoria de policiais da União


Câmara aprova mudanças em regras de pensão e para mulheres


Câmara conclui discussão e deve votar reforma da Previdência nesta quarta


Lula, Palocci e Paulo Bernardo viram réus por promessa de corrupção


Após Alex Manente colaborar com derrota de Sérgio Moro, Senado mantém decisão sobre o Coaf


Futuro político do petista Luiz Marinho, fica para a 1ª quinzena de junho nas sessões de 5 e/ou 12