ABCD - 01/01/2018 - 14:50:12

 

Deslizamento em Mauá derruba casas e uma criança morreu

Deslizamento em Mauá derruba casas e uma criança morreu

 

Da Redação com agências

Foto(s): Divulgação / Arquivo

 

Duas casas foram atingidas e a parede da casa de alvenaria onde dormia o garoto com o pai cedeu

Duas casas foram atingidas e a parede da casa de alvenaria onde dormia o garoto com o pai cedeu


Um menino de dez anos morreu em um deslizamento de terra ocorrido na manhã desta segunda-feira (1º) em Mauá, na Grande São Paulo. Duas casas foram atingidas e a parede da casa de alvenaria onde dormia o garoto com o pai cedeu. Ele chegou a ser socorrido, mas não resistiu e morreu de parada cardiorrespiratória. As informações são do Corpo de Bombeiros. O pai da criança foi encaminhado para o hospital com ferimentos.

A Defesa Civil interditou as duas casas e as famílias foram notificadas para deixar a área imediatamente. Cerca de 300 famílias vivem nesta região, na periferia de Mauá, em situação de risco. A prefeitura informou que planeja construir prédios populares próximos ao local do deslizamento para retirar os moradores,.

Orientações

A Defesa Civil de São Paulo alerta para os riscos de deslizamento em decorrência das chuvas fortes de verão. O órgão destaca alguns sinais que indicam riscos de desmoronamento: inclinação anormal de árvores, postes ou muros; rachaduras, trincas ou saliências no chão ou nas paredes; observar se há água mais barrenta que o normal, pois pode indicar cano com vazamento, o que provoca infiltrações no terreno.

 



;

Links
Vídeo
Turismo SBC


Últimas Notícias




MPE quebra sigilo bancário do prefeito de São Caetano, Auricchio Jr, e de seu vice, Beto Vidoski


Com Nota 1.000, São Bernardo impulsiona cidadania fiscal em estabelecimentos de serviços


Secretaria da Saúde de São Bernardo promove o 1º Congresso de Urgência e Emergência


Com gestão Orlando Morando, São Bernardo abre mais de 1.700 vagas para cursos gratuitos de qualifica


Em São Bernardo é aprovada a Lei de Diretrizes Orçamentárias de R$ 5,2 bilhões e autorizada concilia


Santo André é pioneira e realiza Simpósio Regional de Doenças Raras