ABCD - 25/10/2017 - 04:04:56

 

Lula abraça a invasão em São Bernardo

Lula abraça a invasão em São Bernardo

 

Da Redação .

Foto(s): Divulgação / MTST / PT / Ricardo Stuckert

 

Senadora Gleisi Hoffmann, ex-presidente Lula, ambos do PT, e Guilherme Boulos do MTST

Senadora Gleisi Hoffmann, ex-presidente Lula, ambos do PT, e Guilherme Boulos do MTST


Na tarde do último sábado, 21, a cúpula máxima do Partido dos Trabalhadores, PT, esteve na área invadida pelo MTST em São Bernardo do Campo.

Lula, Gleisi Hoffmann, entre outras estrelas do PT, estiveram no acampamento para assumir, definitivamente, a posição do partido em relação à ocupação irregular já julgada. 

"Estas são lutas essenciais para a soberania, democracia e justiça social no Brasil. Fazê-las é dever de um partido grande, dinâmico e de massas como o PT. Um partido vivo e atuante, com raízes fincadas nos movimentos sociais e populares, que não precisa mudar de nome porque tem clareza da causa que o alimenta. Partido que tem compromisso com a maioria pobre do povo brasileiro", diz Gleisi.

Povo Sem Medo de São Bernardo do Campo, como se intitulam, receberam as estrelas petistas sendo recebidos ao som de palavras de ordem.

Guilherme Boulos, MTST, durante todo o evento esteve ao lado de Lula.

Boulos, Josué e Andreia (coordenadores do MTST) disseram ao ex-presidente, hoje condenado no caso do tríplex do Guarujá, que a mídia local tem atacado e acusado o movimento com frequência.

"Uma ordem de reintegração de posse chegou a ser expedida, mas a Justiça determinou a sua suspensão até que seja realizada uma audiência de conciliação com o Gaorp (Grupo de Apoio às Ordens de Reintegração de Posse), do Tribunal de Justiça de SP", disse um dos coordenadores do movimento.

Na realidade, de acordo com representantes da MZM, a reintegração está mantida, o Gaorp vai, efetivamente, buscar uma forma de concretizar a ordem judicial de uma forma ordeira e pacífica de forma a minimizar os riscos de conflito e que a fase processual já se encerrou e não há qualquer suspensão para conciliação.

Juntamente com Lula, houve a presença de apoiadores e do Deputado Paulo Teixeira e da Senadora Gleisi Hoffmann, ambos do Partido dos Trabalhadores, que demonstraram incentivo na luta pelo direito constitucional à moradia naquele local.

Já no carro de som, as lideranças do MTST reforçaram a importância do momento para a ocupação e que se trata de algo suprapartidário, partidos como PT, PSOL e PCdoB já estiveram em outras manifestações incentivando a luta, numa simbologia de união contra a legalidade, ou seja, se pode depreender que para estes partidos e para os integrantes do movimento o esbulho é legal, pois é social.

Boulos, em seu discurso, ressaltou a solidariedade do movimento ao ex-presidente Lula em razão da perseguição jurídica e política a que vem sendo exposto.

Lula, ao discursar, atacou o prefeito da cidade, sem citar seu nome, acusando-o de ter mandado colocar câmeras no alto dos prédios vizinhos comparando à época de quando era presidente do sindicato e militares faziam ações semelhantes. Atacou também o governador do estado e o atual presidente como se já estivesse em campanha eleitoral.

”Muitas vezes uma família tem que escolher entre pagar aluguel e comprar comida para os filhos. Que eles saibam que vocês têm o direito pela Constituição de ter uma casa para morar”, disse Lula.

O que o ex-presidente não disse é que há programas definidos para habitação tanto no município quanto no estado e que existe uma fila já sendo seguida. Deveria o ex-presidente atuar de forma responsável e dizer que o movimento, antes de invadir, procurar o poder público local e buscar áreas que pudessem ser utilizadas para projetos de moradia popular, disse um morador do bairro.

"Querem ganhar tudo de graça e no grito. Eu demorei mais de 2 anos trabalhando para usar meu FGTS na compra de um apartamento e tenho de pagar prestações por mais 10 anos ainda e eles querem chegar aí e levar um lugar na boa?", diz uma moradora indignada. "Trabalhador de verdade não faz as coisas desse jeito", complementa.

Lula encerrou sua fala agradecendo o apoio que recebe e, principalmente, reafirmando a solidariedade às famílias e o quanto é preciso persistir na luta para que ocorra a conquista.

Uma das próximas presenças já programadas, de acordo com os membros do movimento, será a de Caetano Veloso e outros artistas. Recentemente esses artistas gravaram um vídeo de apoio ao movimento.

A reintegração de posse do terreno está autorizada pela Justiça desde o último dia 2 de outubro, o processo de reintegração de posse da área depende de reunião sob o comando do Gaorp (Grupo de Apoio às Ordens Judiciais de Reintegração de Posse) que visa reduzir o risco de eventual confronto.

Fotos e Vídeos da ida de Lula à área invadida

Lula-Invasão MTST São Bernardo
Lula-Invasão MTST São Bernardo
Lula-Invasão MTST São Bernardo
Lula-Invasão MTST São Bernardo
Lula-Invasão MTST São Bernardo
Lula-Invasão MTST São Bernardo
Lula-Invasão MTST São Bernardo
Lula-Invasão MTST São Bernardo

 



;

Links
Vídeo
Turismo SBC


Últimas Notícias




Senado aprova voto distrital misto para eleição de deputados e vereadores


Novo modelo de certidão de nascimento permite inclusão de nome de padrasto


TRF4 nega absolvição sumária de Marisa Letícia e recurso de José Dirceu


Banco Mundial lança relatório que analisa a eficiência e equidade do gasto público no Brasil


Prazo para renovação de contratos do Fies é prorrogado para 30 de novembro


TSE lança canal no Twitter para tirar dúvidas do eleitor